02:43 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 120
    Nos siga no

    O socorrista Eddy Bitar, que auxilia os trabalhos de equipes de resgate libanesas em Beirute disse nesta quinta-feira (3) que foram detectados sinais de vida sob os escombros.

    O anúncio de Bitar ocorre aproximadamente um mês após a forte explosão que ocorreu no porto de Beirute no dia 4 de agosto e que deixou ao menos 190 pessoas mortas. As informações foram publicadas pela agência Reuters.

    "Esses [sinais de respiração e pulso], junto com o sensor de temperatura, significam que há uma possibilidade de vida", disse Bitar a repórteres.

    A equipe com um cão de resgate detectou movimento sob um prédio desabado na área de Gemmayze, uma das mais atingidas pela explosão em Beirute.

    Segundo o socorrista Francesco Lermonda, é raro, mas não inédito, alguém sobreviver sob os escombros por um mês.

    A tragédia desencadeou uma onda de protestos e acusações contra o governo, aprofundou a crise econômica no país e deixou o cenário político ainda mais instável.

    Mais:

    Beirute: protesto em frente ao Parlamento termina em confronto e deixa feridos (VÍDEO)
    Premiê do Líbano diz que corrupção causou explosão em Beirute
    Porto de Beirute fica com cratera de 43 metros de profundidade no local da megaexplosão
    Trabalhadores teriam encontrado 'salas subterrâneas' no epicentro da explosão de Beirute
    Explosão em Beirute: presidente do Líbano diz que prejuízo pode chegar a US$ 15 bilhões
    França envia 750 militares ao Líbano para apoiar limpeza de Beirute
    Quase 80 contêineres com produtos químicos perigosos são encontrados em Beirute, diz Exército
    Tags:
    Líbano, destroços, escombros, sobreviventes, mortos, explosão, Beirute
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar