03:32 29 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    665
    Nos siga no

    O presidente Jair Bolsonaro se solidarizou com as vítimas da explosão ocorrida nesta terça-feira (4) em Beirute, afirmando que o Brasil "abriga a maior comunidade de libaneses do mundo". 

    Uma explosão de grandes proporções atingiu a região portuária da capital do Líbano, deixando pelo menos 78 mortos e mais de 4.000 feridos, segundo as autoridades locais. 

    Bolsonaro disse estar "profundamente triste com as cenas da explosão em Beirute", e que pelo fato do Brasil abrigar uma grande comunidade libanesa, sentia a "tragédia como se fosse em nosso território".

    O presidente brasileiro também manifestou "solidariedade às famílias das vítimas fatais e aos feridos".

    ​As causas da tragédia ainda não são conhecidas, mas, segundo o Ministério do Interior, a explosão pode ter sido causada pela detonação de cerca de 2.700 toneladas de nitrato de amônio armazenadas em um depósito no porto. 

    Itamaraty diz que não há brasileiros feridos

    Brasileiros que vivem em Beirute relataram a sensação de estar presenciando um terremoto. Segundo nota emitida pelo Itamaraty, nenhum brasileiro ficou ferido em decorrência da explosão. 

    O Ministério das Relações Exteriores disse ainda que acompanhava com "atenção os acontecimentos na cidade e está pronto para prestar a assistência consular cabível". 

    Tags:
    tragédia, Jair Bolsonaro, Brasil, amônio, explosão, Beirute, Líbano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar