08:47 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    COVID-19 e o mundo no final de julho (43)
    160
    Nos siga no

    As autoridades iranianas libertaram cerca de 36 mil presos como parte de uma nova fase de luta contra a disseminação da COVID-19 nas prisões do país.

    A informação veio a público nesta segunda-feira (20) através do chefe do serviço penitenciário iraniano, Mohammad Mehdi Haj-Mohammadi.

    "Desde 8 de julho, 36.283 prisioneiros foram libertados", afirmou Haj-Mohammadi, conforme publicado pela agência de notícias Tasnim.

    No início de julho, o porta-voz judiciário do Irã, Gholamhossein Esmaeili, disse que as autoridades continuariam a reduzir a taxa de ocupação nas prisões para evitar a disseminação do novo coronavírus entre os presos.

    Presidente do Irã Hassan Rouhani usando máscara durante encontro de autoridades em Teerã
    © AFP 2020 / Iranian Presidency
    Presidente do Irã Hassan Rouhani usando máscara durante encontro de autoridades em Teerã

    Segundo o funcionário, normas legislativas também foram promulgadas para diminuir a punição para determinados crimes. Isso exige que os casos de prisioneiros específicos sejam revistos. Além disso, ele acrescentou que as autoridades iranianas estão atualmente tentando usar outros tipos de punição para evitar a prisão.

    Em 5 de maio deste ano, o Irã libertou temporariamente mais de 114 mil prisioneiros que cumpriam suas penas. Isso, no entanto, não incluiu prisioneiros que representam perigo para a sociedade.

    O Irã registra mais de 276 mil casos de COVID-19 e cerca de 14,4 mil mortes causadas pela doença. No mês passado, a situação epidemiológica no país piorou, tanto em termos da taxa média diária de infecções quanto no número de mortes relacionadas ao novo coronavírus.

    Tema:
    COVID-19 e o mundo no final de julho (43)

    Mais:

    Irã estima 25 milhões de infectados pela COVID-19 no país
    Explosão é reportada em usina elétrica no centro do Irã
    Irã executa acusado de informar para CIA paradeiro do general Soleimani
    Tags:
    Teerã, COVID-19, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar