04:48 15 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    16259
    Nos siga no

    Contudo, segundo o Departamento de Defesa dos EUA, 76 desses militares já teriam regressado ao serviço.

    Recorde-se que, em 8 de janeiro último, o Irã perpetrou um ataque a uma base norte-americana no Iraque em retaliação ao assassinato do general Qassem Soleimani, figura importante do Irã.

    O Departamento de Defesa dos EUA confirmou em 10 de fevereiro que 109 militares norte-americanos sofreram lesões cerebrais traumáticas em resultado do ataque do Irã à base aérea de Ain Al-Asad, no Iraque, em 8 de janeiro passado.

    "Estes são os dados do momento, mas o número pode mudar. Continuaremos fornecendo atualizações à medida que estiverem disponíveis", segundo declaração de Alyssa Farah, secretária de imprensa do Pentágono, citada pelo The Times of Israel.

    "Agradecemos os esforços dos nossos profissionais médicos, que trabalharam diligentemente para garantir a prestação dos cuidados adequados para o nosso pessoal, permitindo dessa forma que aproximadamente 70% dos diagnosticados voltassem ao serviço", especificou a declaração do Pentágono.

    Mais:

    EUA interrompem entrega de armas ao Iraque em meio às tensões com Bagdá
    Bagdá não autoriza Pentágono a implantar sistemas Patriot no Iraque
    Soldados dos EUA teriam começado a sair de 15 bases no Iraque
    Tags:
    oriente médio, bases militares, Irã, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar