17:54 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    16314
    Nos siga no

    As caixas-pretas recuperadas nesta quarta-feira (8), algumas horas após o acidente do avião ucraniano próximo à Teerã, não serão entregues ao fabricante do avião, indicou a Organização de Aviação Civil Iraniana.

    Ali Abedzadeh, chefe da Organização de Aviação Civil iraniana, declarou que "nós não enviaremos as caixas-pretas ao construtor e americanos".

    Além disso, ele precisou que ainda não foi definido o país que receberá os aparelhos registradores para averiguar o motivo da queda do avião.

    Entre as vítimas do acidente fatal estão 82 iranianos, 63 canadenses, 10 suecos, quatro afegãos, assim como três alemães e três britânicos. Nove pessoas da equipe de bordo e dois passageiros eram de nacionalidade ucraniana.

    Um porta-voz do Aeroporto Internacional de Teerã indicou um incêndio do motor "em razão de uma falha técnica". Em seguida, a embaixada ucraniana no país excluiu "a teoria de um tentado terrorista".

    A companhia norte-americana Boeing, fornecedora da aeronave envolvida no acidente, informou que está recolhendo informações suplementares sobre o acidente. 

    Mais:

    Avião perde roda logo após decolagem no Canadá (VÍDEO)
    Queda de avião militar no Sudão deixa pelo menos 18 mortos
    Avião faz pouso de emergência em campo de milho na Argentina (FOTO)
    Tags:
    caixa-preta, Irã, acidente aéreo, Boeing 737
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar