02:49 19 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    14453
    Nos siga no

    A mídia iraniana divulgou imagens de satélite que mostram um porta-aviões da Marinha norte-americana sendo escoltado por 20 embarcações da Marinha do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica.

    As embarcações iranianas perseguiram o grupo de ataque do porta-aviões norte-americano USS Abraham Lincoln, que também contava com o apoio do cruzador de mísseis USS Leyte Gulf e do destróier USS Farragut, durante a passagem pelo estreito de Ormuz, segundo o portal Defense Blog.

    ​O porta-aviões nuclear dos EUA, USS Abraham Lincoln, deixou o estreito de Ormuz no dia 4 de dezembro com navios de escolta, o grupo estava sendo escoltado por navios da Marinha iraniana. Ele será substituído pelo USS Harry Truman.

    Algumas embarcações iranianas se aproximaram a uma distância de apenas 365 metros dos navios norte-americanos.

    O porta-aviões havia zarpado de Norfolk em abril. Chegou ao Oriente Médio em maio, permanecendo no mar da Arábia e evitando a passagem pelo estreito que faz fronteira com o Irã.

    O golfo enfrenta tensões desde os ataques contra petroleiros nas costas dos Emirados Árabes Unidos e contra instalações petrolíferas da Arábia Saudita. Washington culpou o Irã dos ataques mas este que nega qualquer participação.

    Mais:

    Irã teria mísseis balísticos capazes de carregar armas nucleares, alegam europeus na ONU
    EUA apreendem peças de mísseis em barco no mar da Arábia e acusa Irã de armar rebeldes houthis
    Inteligência dos EUA acusa Irã de armazenar secretamente mísseis balísticos no Iraque
    Tags:
    embarcações, Estreito de Ormuz, destróier, porta-aviões, Marinha, navios, navio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar