00:46 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu durante declaração na cidade de Ramat Gan, perto de Tel Aviv, Israel, 10 de setembro de 2019

    Israel permanece totalmente livre para agir na Faixa de Gaza, diz Netanyahu

    © REUTERS / Amir Cohen
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9511
    Nos siga no

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse neste domingo (17) durante reunião governamental que Israel permanece totalmente livre para agir na Faixa de Gaza, apesar do cessar-fogo.

    "Israel não assumiu qualquer compromisso. A nossa política de segurança não mudou. Nós mantemos liberdade de ação total e atacaremos qualquer um que tente nos prejudicar", comentou o premiê israelense.

    A declaração sobre o acordo de cessar-fogo entre o grupo palestino Jihad Islâmica e Israel foi anunciada em 14 de novembro.

    Na noite de sábado (16), a Força Aérea israelense atingiu alvos do Hamas na Faixa de Gaza depois que grupos palestinos atiraram na cidade de Be'er Sheva. Netanyahu também observou que o ataque ao Hamas foi realizado sob suas ordens diretas.

    "Dei instruções às Forças de Defesa de Israel [FDI] para atacarem imediatamente alvos do Hamas na Faixa de Gaza. Estamos prontos para qualquer cenário, e as forças de segurança sabem exatamente o que devem fazer para proteger o Estado de Israel em todas as frentes", ressaltou.

    Fogo cruzado

    As autoridades de Gaza relataram a morte de 34 palestinos, incluindo civis, tendo ficado feridos mais de cem residentes do enclave palestino.

    A maior escalada nos últimos meses nas fronteiras do enclave palestino ocorreu após a liquidação do comandante da Jihad Islâmica em Gaza, Bahi Abu al Ata, pela Força Aérea israelense na noite de 12 de novembro.

    Sistema antimíssil Iron Dome dispara mísseis de intercepção quando foguetes são lançados de Gaza para Israel, como visto da cidade de Ashkelon, Israel, 13 de novembro de 2019
    © REUTERS / Amir Cohen
    Sistema antimíssil Iron Dome dispara mísseis de intercepção quando foguetes são lançados de Gaza para Israel, como visto da cidade de Ashkelon, Israel, 13 de novembro de 2019

    Segundo os militares israelenses, em 50 horas de confronto armado contra o território israelense foram disparados mais de 450 foguetes, a maioria dos quais foram interceptados pelo sistema de defesa contra mísseis Cúpula de Ferro. Em resposta, as FDI atacaram instalações da Jihad Islâmica.

    Mais:

    Por que Israel está desprotegido dos foguetes lançados de Gaza?
    Israel denuncia lançamento de foguetes de Gaza após anúncio de cessar-fogo (VÍDEO)
    Morte de líder militante palestino gera lançamento de 50 foguetes de Gaza a Israel (VÍDEOS)
    Tags:
    cessar-fogo, Benjamin Netanyahu, Faixa de Gaza, israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar