18:08 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Tanque das Forças Armadas da Turquia perto da cidade de Manbij, no nordeste da Síria, em 15 de outubro de 2019

    Confronto entre forças curdas e pró-Turquia deixa 15 mortos na Síria

    © AP Photo / Ugur Can
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1141
    Nos siga no

    Enfrentamentos entre forças pró-Ancara apoiadas pela Força Aérea da Turquia e grupos de combate liderados por curdos deixaram 15 mortos neste sábado no nordeste da Síria, informa um monitor.

    Rami Abdel Rahman, chefe do Observatório Sírio de Direitos Humanos, disse à agência AFP que nove soldados que lutavam pela Turquia e seis membros das Forças Democráticas da Síria perderam suas vidas em uma zona entre as cidades de Tal Tamr e Ras al-Ain. 

    ​Mais cedo, a agência síria SANA informou que forças do governo de Bashar Assad haviam ultrapassado os limites de Ras al-Ain, perto da fronteira com a Turquia, uma área que havia sido tomada de assalto por tropas turcas em sua recente ofensiva contra os curdos do norte da Síria.

    No início deste mês, a Turquia lançou uma operação no norte da Síria com o objetivo de eliminar e ou afastar para longe de suas fronteiras milícias curdas. 

    ​Após negociações pontuais com os Estados Unidos, o líder turco, Recep Tayyip Erdogan, chegou a um acordo com a Rússia, no último dia 22, para a introdução de unidades da polícia militar russa e do serviço de fronteiras da Síria no lado sírio da fronteira com a Turquia e fora da zona da operação turca Fonte de Paz, a fim de facilitar a retirada das unidades curdas para uma distância de 30 quilômetros da fronteira.

    Mais:

    Chanceleres da Rússia e Turquia acordam juntar esforços para estabilizar situação na Síria
    OTAN descarta envio de tropas para norte da Síria
    Mais 300 efetivos da Polícia Militar russa chegam à Síria
    Polícia Militar russa patrulha cidade de al-Qamishli na Síria, afirma comandante russo
    Comboio de militares dos EUA volta do Iraque à Síria, informa mídia estatal
    Tags:
    AFP, Observatório Sírio de Direitos Humanos, Bashar Assad, Recep Tayyip Erdogan, Damasco, Ancara, EUA, Estados Unidos, Rússia, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar