22:05 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Militares iranianos celebram o lançamento de um míssil durante manobras

    Oriente Médio seria 'um lugar mais seguro' sem EUA, diz oficial iraniano

    © AP Photo/ Mostafa Qotbi/IRNA
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6130
    Nos siga no

    O presidente norte-americano recentemente criticou os governos anteriores por arrastarem Washington para guerras no Oriente Médio.

    Após o início da operação militar turca na Síria, os EUA anunciaram que pretendiam retirar parte de suas tropas da região.

    O secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã, Ali Shamkhani, afirmou que o Oriente Médio seria "um lugar mais seguro sem os EUA", ressaltando que Washington deveria retirar totalmente suas tropas de toda a região e não apenas da Síria.

    Ele também fez questão de ressaltar que as próprias autoridades norte-americanas reconheceram que o envolvimento dos EUA nas guerras da região foi um erro.

    Drone Global Hawk RQ-4
    Drone Global Hawk RQ-4

    Ao comentar a recente declaração de Trump, o secretário iraniano declarou que a administração compreendeu que "a equação de poder e política no Oriente Médio mudou" e que os EUA já não possuem a posição de liderança na região.

    "Washington tem duas opções: fingir ser uma superpotência com despesas enormes ou adotar uma política realista, aceitar as realidades e se salvar dos custos dos planos expostos", afirmou.

    O major-general Hossein Salami, um dos chefes da Guarda Revolucionária do Irã, declarou que, a julgar pela atual situação, a República Islâmica está "avançando" e "derrotando" seus inimigos. Além disso, enfatizou que a "vontade" do Irã não pode ser mudada ou afetada por fontes externas.

    Suas declarações foram concedidas meses depois de o sistema de defesa antiaérea Khordad-3 do Irã derrubar um drone norte-americano RQ-4, que violou o espaço aéreo iraniano. Teerã também apontou que ainda havia um avião P-8 Poseidon na mira, mas optou por não destruí-lo.

    Exercícios militares no Irã com lançamento de míssil terra-mar Saegheh
    © AP Photo / Fars News Agency/Mehdi Marziad
    Exercícios militares no Irã com lançamento de míssil terra-mar Saegheh

    Em setembro, os EUA acusaram o Irã de atacar instalações petrolíferas da Arábia Saudita, que estavam sendo "protegidas" pelos sistemas de defesa antiaérea de produção norte-americana Patriot.

    Mais:

    Pompeo: novo embaixador americano irá reforçar cooperação entre Moscou e Washington
    Irã afirma que está aberto a conversar com a Arábia Saudita, diz chanceler
    Jornalista russa que estava presa no Irã é libertada e embarca para Moscou
    Tags:
    potência nuclear, potência militar, potência, tropas, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar