02:39 19 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Chanceler do Irã Mohammad Javad Zarif

    Chanceler do Irã chama sanções dos EUA de 'terrorismo econômico'

    © AP Photo / Vahid Salemi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2100

    O chanceler do Irã, Javad Zarif, em discurso, chamou as sanções dos Estados Unidos contra seu país de "terrorismo econômico".

    A declaração foi durante o discurso do chanceler a reunião ministerial do Escritório de Coordenação do Movimento dos Não-Alinhados. Zarif também afirmou que as sanções são ilegais e que os EUA buscam incentivar violência e intimidação entre civis com as medidas.

    "Terrorismo é o uso de violência e intimidação contra civis em busca de objetivos políticos. Os EUA estão envolvidos no terrorismo econômico. Isso não pode ser chamado de 'sanções', pois não são projetadas para promover as leis. Elas, de fato, violam a lei". disse Zarif em uma postagem no Twitter.

    A relação entre os EUA e o Irã vem se deteriorando desde que o presidente norte-americano, Donald Trump, deixou o Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), conhecido como acordo nuclear com o Irã, de forma unilateral.

    Desde então, em uma série de medidas restritivas, Washington colocou quase todos os principais setores econômicos do Irã sob sanções.

    Em maio deste ano, Teerã anunciou sua a que suspenderia parcialmente suas obrigações no JCPOA e deu aos outros signatários - França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e União Europeia - 60 dias para salvar o acordo.

    Após o fim do prazo, em 7 de julho, o Irã disse que começaria a enriquecer urânio além do nível de 3,67%, estabelecido no JCPOA, alertando que abandonaria gradualmente - a cada 60 dias - seus compromissos no acordo.

    Mais:

    Reino Unido ameaça congelar ativos do Irã e adotar sanções
    OTAN pede ao Irã para libertar navios com a bandeira do Reino Unido
    Pentágono adverte sobre alto risco de 'conflito não intencional' com Irã
    Em carta à ONU, Reino Unido pede que Irã libere petroleiro britânico
    Tags:
    Mohammad Javad Zarif, Donald Trump, Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), eua, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar