05:15 16 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    RQ-4 Global Hawk drone

    Oficial iraniano recebeu alerta de ataque dos EUA após derrubada de drone, diz mídia

    © Foto / wikipedia.org/Bobbi Zapka
    Oriente Médio e África
    URL curta
    13263
    Nos siga no

    O general de brigada Gholam Reza Jalali, chefe da Organização de Defesa Civil do Irã, afirmou que o Irã recebeu um alerta de ataque dos EUA após a recente derrubada de um drone norte-americano.

    "Após a queda de seu drone invasor, os EUA nos disseram através de intermediários diplomáticos que queriam realizar uma operação limitada", relatou o general, citado pela Reuters.

    Além disso, ele acrescentou que Teerã respondeu ao aviso dizendo que veria qualquer operação como "o início da guerra".

    O Exército dos Guardiões da Revolução Islâmica abateu o drone norte-americano no dia 20 de junho. Na ocasião, Teerã afirmou ao secretário-geral da ONU, António Guterres, que o drone estava voando em modo furtivo e realizava "uma operação de espionagem".

    Drone RQ-4 Global Hawk da Força Aérea dos EUA
    © Foto / Northrop Grumman
    Drone RQ-4 Global Hawk da Força Aérea dos EUA

    O ministro das Relações Exteriores do Irã, Zarif, divulgou, inclusive, um mapa com a suposta rota percorrida pelo drone norte-americano, mostrando que a aeronave havia invadido o espaço aéreo iraniano por diversas vezes, ignorando os avisos, até ser abatido.
    Por sua vez, o Pentágono afirma que o drone foi abatido enquanto sobrevoava águas neutrais no estreito de Ormuz.

    Entretanto, a Rússia contradisse as afirmações norte-americanas, já que os militares russos possuíam informações de que o drone foi abatido no espaço aéreo iraniano.

    Além disso, a emissora iraniana divulgou fotos dos destroços do drone norte-americano sendo retirado das águas iranianas.

    O episódio agravou as tensões entre Teerã e Washington e, poucos dias depois, o presidente norte-americano decidiu um ataque de retaliação contra o Irã, que veio a ser cancelado por Trump minutos antes de ser realizado.

    Petroleiros

    Os EUA acusam ainda o Irã de, no dia 13 de junho, atacar os petroleiros Kokuka Courageous e Front Altair quando estes navegavam no golfo de Omã, tendo sido atingidos por explosões e incêndios.

    Foto tirada pela Marinha dos EUA no dia 13 de junho de 2019 alegadamente ligada aos ataques a dois petroleiros no golfo de Omã
    © REUTERS / Marinha dos EUA
    Foto tirada pela Marinha dos EUA no dia 13 de junho de 2019 alegadamente ligada aos ataques a dois petroleiros no golfo de Omã

    Contudo, Teerã considera as acusações "infundadas" e nega categoricamente que a República Islâmica tenha tido qualquer ligação com o acontecimento. O ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, qualificou os incidentes de "suspeitos".

    Mais:

    'Ato de terrorismo': presidente do Irã sobe o tom contra sanções dos EUA
    Irã recomeça enriquecimento de urânio e pode se retirar do acordo nuclear
    Macron define data para reabrir negociações nucleares com o Irã
    Tags:
    ataque, general, exército, drone, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar