02:10 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Navio petroleiro (imagem referencial)

    Irã salva 44 marinheiros de petroleiros atacados no golfo de Omã

    CC0
    Oriente Médio e África
    URL curta
    21314
    Nos siga no

    Equipes de resgate iranianas salvaram 44 marinheiros de dois petroleiros que foram atacados no golfo de Omã, escreve a agência IRNA

    "Em coordenação com o centro de resgate de Hormozgan, 44 marinheiros foram resgatados de dois petroleiros estrangeiros", informou a mídia. As autoridades de Omã confirmaram que um petroleiro norueguês foi atacado no golfo, informou o jornal norueguês Dagblaget.

    "Podemos confirmar que se trata de um ataque; a bordo de um navio norueguês foi produzida uma explosão", escreveu a mídia, citando o representante da guarda costeira de Omã, Nasser Selim.

    Além disso, o canal libanês Al Mayadin afirmou que o petroleiro Front Altair naufragou após ataque no golfo de Omã e a mesma informação também foi divulgada pela agência de notícias iraniana IRNA. Ao mesmo tempo, a 5ª Frota da Marinha dos EUA, instalada em Bahrein, está ciente do ataque a dois petroleiros no golfo de Omã, mas ainda não tem informações detalhadas, disse um porta-voz da Marinha norte-americana à Sputnik.

    "A 5ª Frota da Marinha dos EUA está ciente do ataque a petroleiros, mas ainda não tem informações", disse o porta-voz. Anteriormente, a organização UKMTO, que coordena as operações de comércio marítimo britânico, informou em seu site que o Reino Unido e seus parceiros estão investigando o incidente no golfo de Omã após relatos da mídia sobre ataque a navios-tanque.

    Anteriormente, duas explosões aconteceram no golfo de Omã em ataque a dois grandes petroleiros. Tripulações enviaram pedido de ajuda aos países próximos, segundo mídia. O Centro de Segurança da Marinha Mercante da Grã-Bretanha, controlado pela Marinha Real, advertiu que houve um incidente no Golfo de Omã, a 45 km da costa do Irã, apelando à vigilância. As informações sobre o incidente vieram no contexto do agravamento de relações entre os EUA e o Irã.

    Mais:

    Incêndio em petroleiros no estreito de Kerch está sendo controlado
    Especialista: petroleiras brasileiras são as maiores interessadas nos 27 campos à venda da Petrobras
    'Ator estatal': apurações indicam quem estaria por trás de ataques a petroleiros árabes
    Tags:
    marinheiros, Irã, ataque, petroleiro, Golfo de Omã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar