09:22 17 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Avião de reconhecimento dos EUA P-8A Poseidon

    EUA violam acordo com a Rússia ao se aproximarem de base aérea na Síria

    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    Oriente Médio e África
    URL curta
    12323

    Um grupo de aviação de reconhecimento dos EUA realizou uma operação perto da base aérea russa de Hmeymim, na Síria, o que viola o memorando assinado entre os EUA e a Rússia em 2015.

    De acordo com a rede Zvezda, que cita uma fonte familiarizada com a situação, o incidente ocorreu na terça-feira (4). A operação de reconhecimento foi realizada pela aeronave U-2S, a aeronave de inteligência radioeletrônica RC-135 e a aeronave anti-submarina Poseidon P-8A.

    Esta operação viola o acordo entre as Defesas de ambos os países, assinado em 2015, para evitar incidentes aéreos e garantir a segurança dos vôos durante as operações na Síria.

    De acordo com o protocolo adicional a este documento, a aviação dos EUA não pode se aproximar da base russa de Hmeymim dentro de 60 quilômetros. Além disso, as aeronaves americanas não têm o direito de se aproximar da base de Tartus em 50 quilômetros.

    Até 4 de junho deste ano, este acordo de 2015 nunca foi violado, sublinha Zvezda. Segundo a fonte da rede, esta operação aérea dos EUA poderia ter como objetivo estudar os sistemas de defesa aérea da Síria e da Rússia para preparar ataques com mísseis contra a Síria.

    Mais:

    Explosões são ouvidas em base militar síria
    Trump: Rússia, Síria e Irã devem parar ataques aéreos contra Idlib
    Em meio a ataques à Síria, Netanyahu adverte que Irã será 'ainda mais atingido'
    Tags:
    Rússia, Estados Unidos, avião espião, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar