06:32 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Sede da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Genebra, Suíça

    Brasil vota na OMS contra acesso à saúde por palestinos

    © REUTERS / Denis Balibouse
    Oriente Médio e África
    URL curta
    27443
    Nos siga no

    O governo do Brasil, contrariando o seu histórico, votou contra uma resolução na Organização Mundial da Saúde (OMS) que defende garantias para a saúde de palestinos, informou o blog de Jamil Chade, na UOL.

    A votação foi realizada na sede da organização, em Genebra, nesta quarta-feira. O texto do documento apresentava uma série de exigências ao governo de Israel para possibilitar o acesso aos serviços de saúde nos territórios palestinos ocupados.

    Apesar do voto Brasileiro, a resolução foi aprovada, com 96 votos favoráveis, 11 contrários e 21 abstenções. EUA e Israel também votaram contra.

    O voto brasileiro reflete a mudança do curso da política externa do país, promovida pelo governo de Jair Bolsonaro. Assim, o Brasil mudou o seu voto no Conselho de Direitos Humanos da ONU, deixando de apoiar os palestinos e apoiando a pauta de Tel Aviv.

    Segundo o documento aprovado, somente 61% dos palestinos conseguem aprovação para tratamento em hospitais israelenses, contra 92% em 2012. A resolução também denunciou o governo de Israel por vetar a importação de vacinas, ameaçando assim os programas de vacinação no território palestino.

    Mais:

    Banda islandesa pode ser punida por mostrar bandeira palestina durante Eurovisão em Israel
    Mídia: novo acordo dos EUA para Palestina prevê controle de Israel sobre Cisjordânia
    Palestina não aceitará nenhum plano de paz que não inclua Jerusalém, diz chanceler
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar