01:48 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Chanceler do Irã Mohammad Javad Zarif

    Irã não negociará com Trump até que EUA mostrem respeito, diz chanceler

    © AP Photo / Petr David Josek
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6110
    Nos siga no

    O ministro das Relações Exteriores do Irã, Javad Zarif, afirmou nesta terça-feira (21) que seu país não negociará com o presidente dos EUA, Donald Trump, até que Washington mostre respeito.

    "Nós não temos a intenção de falar com pessoas que quebraram suas promessas", disse Zarif à CNN. "O Irã nunca negocia com coerção. Você não pode ameaçar um iraniano e esperar por cooperação. O caminho para fazer isso é através do respeito e não por ameaças".

    No dia 15 de maio, Trump deu uma declaração no Twitter de que está confiante que o Irã estaria disposto a negociar seu programa nuclear com os EUA em breve.

    No entanto, os Estados Unidos desde então aumentou sua presença militar no Oriente Médio. O conselheiro de segurança nacional dos EUA, John Bolton, afirmou que esse movimento é uma mensagem direta ao Irã.

    Os EUA recentemente enviaram à região um porta-aviões, mísseis Patriot, bombardeiros B-52 e jatos F-15, de acordo com o Departamento de Defesas dos EUA.

    "Todos esses ativos militares em uma área pequena é algo propício a acidente", disse Zarif, que acrescentou que os "extrema prudência é requerida e os EUA estão jogando um jogo muito, muito perigoso".

    Zarif reiterou que o Supremo Líder Aiotolá Ali Khamenei reiterou que o Irã não quer guerra com os EUA, mas que irá se defender caso seja atacado.

    As tensões entre Irã e EUA aumentaram em 2018, após a saída unilateral dos EUA do Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), reinstaurando sanções. Já em 8 de maio de 2019, o Irã anunciou que irá descontinuar parcialmente suas obrigações no acordo nuclear.

    Mais:

    Trump ameaça destruir Irã pelo Twitter
    EUA realizam manobras navais perto do Irã (FOTOS, VÍDEO)
    UE adverte contra provocações na região do Oriente Médio após Trump prometer 'fim do Irã'
    Evo: ameaças dos EUA ao Irã encorajam a indústria da guerra
    Tags:
    Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), EUA, Irã, Mohammed Javad Zarif
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar