14:49 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Ebola

    Ebola já provocou quase mil mortes na República Democrática do Congo

    © AFP 2019 / ZOOM DOSSO
    Oriente Médio e África
    URL curta
    310
    Nos siga no

    Ebola já causou 970 mortes em duas províncias no Nordeste da República Democrática do Congo (RDC) após aproximadamente 1.500 infecções registradas, informou nesta quarta-feira o Ministério da Saúde do país.

    O número de mortos pelo vírus ebola, que afeta desde meados de 2018 as províncias de Kivu do Norte e Ituri, subiu de 630 para 970 pessoas em menos de um mês, informou Agência Brasil.

    Uma foto de arquivo tirada em 14 de agosto de 2014 mostra a equipe médica de Médicos Sem Fronteiras (MSF) vestindo roupas de proteção tratando o corpo de uma vítima de Ebola em suas instalações em Kailahun.
    © AFP 2019 / Carl de Souza
    Os casos de ebola e de mortes em comunidades, fora dos centros de tratamento, aumentaram e somente na semana passada foram registrados 126 casos. Somente no domingo, 27 casos foram notificados.

    Esse é o maior e mais letal surto da doença na história da República Democrática do Congo e tem sido dificultado pela recusa de algumas comunidades em receber tratamento e devido à insegurança na região atingida, onde operam numerosos grupos armados.

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) e instituições como Médicos Sem Fronteiras (MSF) foram obrigadas a paralisar algumas atividades em áreas como Butembo, onde o vírus está em maior atividade, em função dos ataques armados contra seus centros.

    Em um desses ataques morreu o epidemiologista congolês Richard Mouzoko, enviado pela OMS para Butembo para ajudar a controlar a epidemia de ebola.

    A República Democrática do Congo, desde 1976, já foi atingida nove vezes pelo vírus ebola.

    Mais:

    Ebola deixa 100 mortos em três semanas no Congo
    República Democrática do Congo registra mais de mil casos de Ebola
    Risco de epidemia?: Hospital sueco isola paciente suspeito de infecção por ebola
    Surto de ebola no Congo já matou 201 pessoas
    Sobe para 72 o número de mortos por ebola no Congo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar