23:59 25 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Sistema da defesa antiaérea S-400

    Senador: EUA podem deslocar base militar da Turquia para Grécia

    © Sputnik / Dmitry Vinogradov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    15817

    Senador estadunidense Bob Menendez não exclui que os EUA possam deslocar seus armamentos da base militar de Incirlik na Turquia para a Grécia se as relações com Ancara piorarem.

    "Nós não esperamos que a Turquia vá pelo caminho errado. Mas se isso acontecer, nós vamos fazer tudo o que depende de nós para proteger a nossa segurança nacional e a segurança dos nossos aliados", disse o senador em entrevista ao jornal grego Kathimerini.

    "Estamos comprometidos com isso em conformidade com o artigo 5 da OTAN, vamos cumprir nossas obrigações. Nós vamos fazer tudo o que for necessário, incluindo a deslocação de bases e forças lá onde isso for necessário e onde os países aliados nos oferecerem essa possibilidade. Esperamos que não tenhamos de recorrer a isso. A Turquia deve definir seu rumo e o que, no fim de contas, é do seu interesse", disse Menendez.

    Alguns políticos gregos declararam que os EUA poderiam usar infraestruturas na Grécia para armazenar o armamento nuclear que agora está em Incirlik. O governo da Grécia desmentiu isso. Apesar do desmentido, o tema da deslocação do armamento nuclear para o território da Grécia está constantemente sendo discutido na imprensa.

    Menendez está em Atenas, onde ele vai ser recebido pelo presidente grego Prokopis Pavlopoulos. Anteriormente o senador norte-americano visitou o Chipre, onde realizou um encontro com o presidente Nicos Anastasiades.

    Menendez apresentou no Congresso, há alguns dias, junto com o senador do partido republicano Marco Rubio, a "lei da cooperação na esfera da segurança e energia na região do Mediterrâneo Oriental", que altera a estratégia dos EUA na região e prevê o reforço das relações com a Grécia e o Chipre.

    Na entrevista o senador norte-americano disse que a Rússia é "um fator hostil", tendo repetido todo o conjunto de acusações em relação de Moscou, incluindo a ingerência nas eleições dos EUA.

    Quanto à China, Menendez declarou que a iniciativa chinesa "Um Cinturão, Uma Rota" não é uma forma de cooperação econômica, é uma tentativa de manipulação. O conceito de “Um Cinturão, Uma Rota” é uma iniciativa internacional da China para melhorar os corredores de transporte comercial existentes e criar novos que ligariam mais de que 60 países da Ásia Central, Europa e África e que devem contribuir para o desenvolvimento das relações comerciais entre esses países e a China. Essa ideia foi proposta pelo presidente chinês Xi Jinping.

    A China afirmou muitas vezes que a iniciativa oferece benefícios significativos para todos os países participantes e reflete as tendências modernas.

    Mais:

    Erdogan: EUA não propuseram à Turquia condições mais vantajosas que compra de S-400
    Mídia: compra de mísseis S-400 pela Turquia ameaça desvendar tecnologias secretas de F-35
    Putin revela que além de S-400 Rússia e Turquia têm mais projetos de suprimentos militares
    Tags:
    Nicos Anastasiades, Prokopis Pavlopoulos, Xi Jinping, Chipre, Grécia, China, Turquia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar