05:49 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Soldados nigerianos em uma remota cidade no estado de Borno, nordeste do país

    Daesh afirma ter matado 13 soldados nigerianos

    © AFP 2019 / AFP/PIUS UTOMI EKPEI
    Oriente Médio e África
    URL curta
    301

    O grupo terrorista Daesh, autointitulado Estado Islâmico, afirmou hoje ter assassinado 13 soldados da Nigéria e cinco membros de uma força de segurança regional em ataques realizados entre sexta-feira passada e a última quarta-feira.

    A informação foi divulgada nesta quinta-feira no jornal semanal Al-Nabaa, conforme relatou a Reuters.

    De acordo com a agência, os ataques em questão teriam sido realizados no estado nigeriano de Borno e também em uma cidade não especificada na região do lago Chade, que cobre territórios da Nigéria, Chade, Camarões e Níger.

    Com atuação principalmente no Iraque e na Síria, onde chegou a controlar partes muito significativas dos territórios, a organização extremista Daesh foi considerada derrotada no final do mês passado pelas Forças Democráticas Sírias (FDS), que disseram ter dado fim ao "califado". No entanto, combatentes do grupo jihadista seguem ativos em Estados do Oriente Médio e em países de várias outras regiões.

    Mais:

    Daesh planeja novos ataques terroristas na Europa e na Síria, revela jornal britânico
    Trump promete que EUA lutarão contra Daesh 'sempre que o grupo operar'
    Macron comenta derrota do Daesh na Síria: 'Grande perigo para a França está eliminado'
    Forças curdas anunciam vitória final sobre Daesh na Síria
    Tags:
    Estado Islâmico, Daesh, Al-Nabaa, Iraque, Síria, Camarões, Níger, Chade, borno, Nigéria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar