09:20 19 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Abu Bakr al-Baghdadi, líder do Daesh

    Líder do Daesh escapa da morte depois de suposta tentativa de golpe, segundo inteligência

    © AFP 2019 / Prakash SINGH
    Oriente Médio e África
    URL curta
    111

    Nos últimos dois anos, o grupo terrorista tem perdido rapidamente seu território devido às ações das forças russas e sírias, além das dos EUA e seus aliados.

    O líder do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países), Abu Bakr al-Baghdadi, foi supostamente atacado em uma povoação próxima de Hajin.

    O ataque teria sido realizado por combatentes estrangeiros da organização terrorista em uma aparente tentativa de golpe contra o líder, segundo o jornal The Guardian citando fontes da inteligência.

    Baghdadi supostamente teria sobrevivido à tentativa de golpe com ajuda de seus guarda-costas, que esconderam o líder no deserto próximo.

    Até o momento, não foi revelado o motivo que causou a tentativa de golpe contra o líder.

    "Eles souberam disso mesmo a tempo. Houve um conflito e duas pessoas foram mortas. Este era o combatente estrangeiro, uma das pessoas de sua maior confiança", teria informado a fonte da inteligência.

    Nos últimos dois anos, o Daesh perdeu a maior parte do seu território da Síria e Iraque, recorrendo a esconderijos nos territórios remanescentes sob seu controle.

    Vale ressaltar que em 2017, o Iraque anunciou oficialmente o fim da guerra contra o Daesh e, um ano depois, o presidente Donald Trump anunciou que suas tropas derrotaram a organização terrorista.

    Além disso, Ancara e Damasco planejam realizar operações contra as forças terroristas que ainda permanecem na Síria.

    Mais:

    No Iraque, paramilitares acusam Daesh por ataque a ônibus de peregrinos
    Mídia: Daesh pode recuperar o controle na Síria em menos de um ano
    Daily Mail revela plano de terroristas do Daesh para assassinar Kate Middleton
    Tags:
    combatentes, terrorismo islâmico, ataque terrorista, terroristas, Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar