16:58 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Armas do Daesh (imagem referencial)

    Militares sírios encontram armazém com armas e munições de terroristas (VÍDEO)

    © Sputnik / MORAD SAEED
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5101

    O governo sírio retomou o controle da maioria dos territórios do país antes ocupados por grupos terroristas e agora está focado na criação de condições favoráveis para o repatriamento dos refugiados.

    De acordo com a Agência de Notícias Árabe Síria (SANA), o Exército sírio descobriu um grande esconderijo de armas, munições e medicamentos na província de Quneitra, no sudoeste do país.

    O vídeo mostra grande número de diversas armas e munições usadas por militantes terroristas.

    Segundo as forças sírias, ao longo dos últimos 2 meses no sul da Síria têm sido encontrados armazéns com armamentos de diferentes grupos terroristas que quase sempre contêm mísseis norte-americanos TOW, metralhadoras diversas, lança-granadas RPG, drones e meios de comunicação por satélite.

    A Síria enfrenta uma guerra civil desde 2011. As forças governamentais estão em conflito com numerosos grupos de oposição, militantes e organizações terroristas.

    Desde 2014, os EUA e seus aliados realizaram uma operação contra os terroristas do Daesh (organização terrorista proibida em vários países incluindo a Rússia) na Síria. Porém, eles operam no país árabe sem permissão das autoridades locais. Em dezembro de 2018, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou que as tropas dos EUA seriam retiradas da Síria em conexão com a vitória sobre a organização terrorista.

    Mais:

    Mídia: Daesh pode recuperar o controle na Síria em menos de um ano
    Rússia registra violações de cessar-fogo na Síria
    Avião de vigilância dos EUA efetua reconhecimento perto da base russa na Síria (FOTOS)
    Tropa de elite: militares da Rússia treinam combatentes milicianos da Síria
    Tags:
    terroristas, armazém, esconderijo, armas, munições, Daesh, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar