11:38 17 Janeiro 2019
Ouvir Rádio
    Forças da Turquia e do Exército Lívre da Síria atuando nos arredores da cidade síria de Al-Bab

    Turquia se prepara invadir Síria

    © REUTERS / Khalil Ashawi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    8148

    A Turquia continua a concentrar tanques e tropas na fronteira com a Síria, segundo a agência estatal turca Anadolu.

    Em 20 de janeiro de 2018, Ancara iniciou a operação Rama de Oliveira em território sírio contra as milícias curdas e, em 12 de dezembro, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan anunciou que seu país estava se preparando para iniciar uma nova operação militar no país vizinho.

    Segundo o The Wall Street Journal, a Turquia pretende normalizar a situação na Síria ao seu modo, agora que os Estados Unidos decidiram retirar as tropas do território, inclusive retirando o apoio aos combatentes envolvidos na luta contra o Daesh. 

    O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou que a presença norte-americana na Síria estava chegando ao fim em dezembro de 2018. Apesar disso, já em janeiro de 2019, Trump decidiu prolongar a retirada das tropas por quatro meses adicionais.

    O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, disse em 10 de janeiro que, em qualquer caso, a intervenção militar contra os curdos não depende dos Estados Unidos se retirarem da Síria.

    Os curdos são um grupo étnico do Oriente Médio, presente nos territórios do leste da Turquia, oeste e norte do Irã, norte da Síria e partes do Iraque. A Turquia tem atuado na região de modo a impedir a formação de uma autonomia curda.

    Mais:

    Nova tensão entre EUA e Turquia: quem tem mais cartas na manga?
    Rússia e Turquia conseguiram superar crise bilateral, afirma diplomata
    Turquia apela para coordenar com Rússia e Irã saída dos EUA da Síria
    Tensão Turquia-EUA: Erdogan rejeita pedido de reunião com assessor de Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik