17:34 26 Março 2019
Ouvir Rádio
    As bandeiras nacionais dos EUA e do Irã

    Irã não respeitará 'sanções ilegais' dos EUA, diz ministro do Petróleo

    © AP Photo / Carlos Barria
    Oriente Médio e África
    URL curta
    561

    O ministro iraniano do Petróleo, Bijan Zanganeh, declarou nesta quinta-feira (10) que as sanções dos EUA contra seu país são "completamente ilegais" e que Teerã não irá cumprir com as restrições.

    Durante uma coletiva de imprensa conjunta em Bagdá com seu colega iraquiano, Thamer al-Ghadhban, o ministro iraniano disse que o Irã não discutirá o volume ou o destino de suas exportações de petróleo enquanto permanecer sob as sanções dos EUA.

    Ghadhban disse que o Iraque ainda não chegou a um acordo com o Irã para desenvolver campos de petróleo conjuntos. Ele também afirmou que o declínio nos preços globais do petróleo parou e que ele espera que os preços melhorem gradualmente.

    Em meados de 2018, os EUA anunciaram sua saída de forma unilateral do acordo nuclear iraniano, seguido da reimposição das sanções aliviadas no acordo.

    Em agosto e em novembro, dois pacotes de sanções dos EUA contra Teerã passaram a ter efeito de forma a forçar a negociação de um novo acordo. 

    As restrições incluem medidas que tentam conter a indústria iraniana de petróleo. Apenas oito países — China, Grécia, Índia, Itália, Japão, Coreia do Sul, Taiwan e Turquia — receberam exceções temporárias das sanções sobre a importação de petróleo do Irã.

    Mais:

    EUA: Irã prepara lançamento de foguete de seu centro espacial
    Turquia apela para coordenar com Rússia e Irã saída dos EUA da Síria
    Retirada dos EUA da Síria não muda a estratégia contra o Irã, diz Pompeo
    Irã encontra novos potenciais compradores de petróleo mesmo com sanções dos EUA
    Irã cita 'perda de paciência' com falta de acordo com UE para driblar sanções dos EUA
    Tags:
    petróleo, sanções, Irã, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar