20:24 17 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Turkey's President Recep Tayyip Erdogan gestures as he talks during the closing news conference following the Organisation of Islamic Cooperation's Extraordinary Summit in Istanbul, Wednesday, Dec. 13, 2017

    Tensão Turquia-EUA: Erdogan rejeita pedido de reunião com assessor de Trump

    © AP Photo / Emrah Gurel
    Oriente Médio e África
    URL curta
    303

    O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, negou um pedido de reunião feito pelo conselheiro nacional de segurança dos EUA, John Bolton, segundo a mídia turca. Erdogan teria dito que caso Bolton queira se encontrar com algum oficial turco, seu porta-voz, Ibrahim Kalin, está à disposição.

    A negativa de Erdogan vem logo em seguida a uma declaração de Bolton afirmando que a Turquia tem os Curdos como alvo na Síria. A afirmação foi negada pelo governo turco.

    O presidente turco também teria dito que poderia ter aceitado o pedido se o encontro fosse "necessário". Apesar disso, o líder acrescentou que está disposto a conversar com o presidente dos EUA, Donald Trump.

    A recente decisão de Donald Trump de retirar as tropas dos EUA da Síria teria sido tomada após uma conversa telefônica com Erdogan, salienta a agência estatal turca de notícias, a Anadolu.

    A agência aponta o criticismo do governo turco em relação ao apoio dos EUA às Unidades de Proteção Popular (YPG) na Síria. A Turquia considera o YPG um grupo terrorista.

    Após declarar a retirada das tropas dos EUA da Síria, o governo norte-americano afirmou que só completará a retirada quando houver garantia de segurança a seus aliados — incluindo o YPG — e quando os remanescentes do Daesh* forem eliminados.

    O impasse está sendo tratado por Bolton, que já visitou Israel esta semana e desde segunda-feira (7) realizou encontros na Turquia com o porta-voz do presidente, Ibrahim Kalin, e com o chefe do Estado Maior turco, o general Yasar Guler. Kalin chegou a se referir às declarações de Bolton como "irracionais".

    No entanto, a questão permanece um impasse, uma vez que a Turquia planeja atacar posições do YPG na Síria, informou a Anadolu.

    *O Daesh é um grupo terrorista proibido na Rússia.

    Mais:

    EUA enviarão equipe à Turquia para tentar barrar compra do sistema russo S-400
    Turquia teria pedido para EUA lhe entregarem bases na Síria
    Navio de carga com russos a bordo se afunda perto da costa da Turquia
    Turquia anuncia ter liquidado 7 terroristas no norte do Iraque
    Bolton alerta Turquia contra ação militar na Síria sem coordenação com os EUA
    Turquia pede permissão da Rússia para usar espaço aéreo sírio?
    Tags:
    relações bilaterais, terrorismo, Guerra da Síria, Anadolu, Ibrahim Kalin, Yasar Guler, Recep Tayyip Erdogan, Donald Trump, Rússia, EUA, Estados Unidos, Síria, Turquia