17:27 15 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Protesto contra o governo de Omar al-Bashir em Cartum, no Sudão, em 25 de dezembro de 2018

    Protestos violentos deixam quase 20 mortos e centenas de feridos no Sudão

    © REUTERS / Mohamed Nureldin Abdallah
    Oriente Médio e África
    URL curta
    211
    Nos siga no

    Ao menos 19 pessoas morreram e cerca de 400 ficaram feridas durante uma semana de intensos protestos contra o governo no Sudão, segundo informou hoje o Ministério da Informação, Comunicações e Tecnologia da Informação.

    "O número de mortos durante os protestos é de 19 pessoas. Algumas delas foram mortas durante as brigas entre mercadores e tentativas de roubo. O número de vítimas totaliza 178 entre os policiais e 219 civis", disse o ministro Bushara Aro durante uma entrevista coletiva.

    As recentes manifestações tomaram conta do país africano no último dia 19, após a decisão do governo de aumentar os preços do pão em meio a uma crise econômica. No dia seguinte, as autoridades suspenderam o acesso à internet numa tentativa de impedir a organização de novos protestos, o que acabou não funcionando. 

    Dezenas de manifestantes e líderes da oposição já foram presos desde o início dos atos antigovernamentais. Apesar do balanço oficial, outras fontes afirmam que o número real de vítimas pode ser maior do que o apresentado.

    ​"É o nono dia de protestos em Cartum, no Sudão. Os manifestantes querem que o presidente Omar al-Bashir renuncie depois de 29 anos no poder. A Anistia Internacional diz que pelo menos 37 pessoas morreram."

    Mais:

    Acidente com avião no Sudão do Sul deixa ao menos 21 mortos (FOTO)
    ONU vota nesta sexta sanções contra Sudão do Sul
    Cientistas encontram restos de planeta perdido no Sudão (FOTOS)
    Sudão está pronto para instalar base naval russa no mar Vermelho
    Tags:
    governo, manifestação, protestos, Bushara Aro, Cartum, Sudão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar