17:12 20 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Soldados norte-americanos na Síria

    Qual foi o papel da Turquia na retirada das tropas dos EUA da Síria?

    © AFP 2019 / Delil Souleiman
    Oriente Médio e África
    URL curta
    535

    Os Estados Unidos decidiram retirar suas tropas da Síria graças à Turquia, disse o chefe do Ministério das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, na quinta-feira (27).

    O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse anteriormente que Ancara está pronta para lançar uma operação na cidade de Manbij, na Síria, contra as Unidades de Proteção Popular (YPG) curdas se os EUA não as retirarem de lá.

    Mais tarde, ele disse que decidiu adiar o início da operação militar na Síria depois de uma conversa telefônica com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ocorrida em 14 de dezembro, e após a qual Trump tomou a decisão de retirar as tropas norte-americanos da Síria.

    "O principal fator na decisão dos Estados Unidos de retirar as tropas da Síria foi a Turquia. Eles retiram seus militares graças às decisões que tomamos", disse o político turco citado pela agência Anadolu.

    Trump anunciou na semana passada a vitória sobre o grupo terrorista Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países), referindo que esta era a única razão para a presença dos militares americanos no país.

    Mais tarde, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, informou que os Estados Unidos começaram a retirar suas tropas da Síria, mas também que a vitória sobre o Daesh não significa o fim da coalizão.

    Mais:

    Político curdo revela para quem é vantajosa a operação turca na Síria
    Analistas explicam como saída de Trump da Síria afeta Turquia, Israel e Rússia
    Mídia: Turquia decide entrar no norte da Síria mais cedo possível
    Tags:
    retirada, tropas, Daesh, Casa Branca, Donald Trump, Recep Tayyip Erdogan, Síria, Manbij, Turquia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar