13:49 11 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Vista de Deir-ez Zor, na Síria (arquivo)

    Ataques da coalizão dos EUA deixam mais de 60 vítimas na Síria

    © Sputnik / Mikhail Alaeddin
    Oriente Médio e África
    URL curta
    14116

    Mais de 60 civis foram mortos ou ficaram feridos após ataques da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos na província síria de Deir ez-Zor, segundo relatos da mídia local.

    "Mais de 60 civis mortos e feridos como resultado de um ataque da coalizão internacional na vila de Al-Sha'afa, no leste da província de Deir ez-Zor", informou a agência SANA, citando fontes locais.

    Anteriormente, outro bombardeio da força-tarefa norte-americana na cidade de Hajin, também em Deir ez-Zor, já havia deixado ao menos 15 civis mortos. Segundo o canal de TV Ikhbariya, as vítimas seriam principalmente mulheres e crianças. 

    No final do mês passado, o Ministério das Relações Exteriores da Síria enviou uma carta às Nações Unidas acusando Washington e seus aliados de estarem violando as leis internacionais e assassinando em massa os civis sírios em Deir ez-Zor. No último final de semana, Damasco voltou a protestar junto à organização pelo mesmo motivo.

    A coalizão liderada pelos EUA atua desde 2014 no Iraque e na Síria com o alegado objetivo de derrotar o grupo terrorista Daesh, o autoproclamado Estado Islâmico. No entanto, as ações na Síria são realizadas sem a autorização das autoridades locais ou do Conselho de Segurança da ONU. 

    Mais:

    Putin e Netanyahu se encontram pela primeira vez desde incidente militar na Síria
    4 tipos de armas que inesperadamente acabaram nas mãos de terroristas na Síria
    EUA esperam que Rússia se mantenha 'permissiva' quanto a ataques de Israel na Síria
    Bombardeio da coalizão liderada pelos EUA mata 26 civis na Síria
    Analista americano estima benefícios da operação militar na Síria para Rússia
    Tags:
    civis, morte, ataque, Al-Ikhbariya, SANA, Daesh, ONU, Estado Islâmico, Hajin, Deir ez-Zor, Damasco, Iraque, Síria, EUA, Washington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik