21:06 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    021
    Nos siga no

    Membros da Anistia Internacional colocaram uma placa falsa na rua Curzon, diante da embaixada da Arábia Saudita em Londres, "renomeando" a via como "rua Khashoggi" em memória do jornalista assassinado há um mês no consulado saudita em Istambul.

    Em uma declaração publicada após a homenagem, o diretor da Anistia no Reino Unido pediu que os responsáveis ​​pela morte de Khashoggi fossem julgados e acusou Riade de eliminar os críticos e ativistas.

    Embora a Arábia Saudita tenha admitido que o jornalista foi assassinado dentro do consulado em Istambul, os sauditas negam que o crime tenha sido ordenado por autoridades nacionais. Riade assegurou que está conduzindo uma investigação completa sobre o assunto e anunciou que cerca de 18 cidadãos já haviam sido presos em conexão com o caso.

    A Turquia conduz a própria investigação paralela do crime, enquanto mantém contato com seus colegas sauditas e troca informações. O presidente da Turquia, Recep Erdogan pediu à Arábia Saudita que realize a investigação de forma transparente e de modo a explicar alguns detalhes do caso, como de quem partiu a ordem e qual foi o destino do corpo de Khashoggi.

    Tags:
    Reino Unido, Arábia Saudita, Turquia, Istambul, Londres, Riade, Recep Tayyip Erdogan, Jamal Khashoggi, Anistia Internacional, Embaixada da Arábia Saudita em Londres
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar