09:30 19 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May (à esquerda) fala com o presidente dos EUA, Donald Trump (à direita) durante um jantar da OTAN em Bruxelas.

    EUA e aliados ameaçam ataque 'muito mais forte' caso Síria use armas químicas

    © AP Photo / Matt Dunham
    Oriente Médio e África
    URL curta
    25225

    EUA, Reino Unido e França alertaram que qualquer uso de armas químicas por parte do governo da Síria resultaria em uma resposta maior do que a de incidentes anteriores, afirmou o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, nesta segunda-feira (10), em Washington.

    "Nós tentamos transmitir a mensagem nos últimos dias de que se houver um terceiro uso de armas químicas a resposta será muito mais forte", disse Bolton. "Eu posso afirmar que estamos realizando consultas com os britânicos e com os franceses, que se juntaram ao segundo ataque, e ele também concordam que um próximo uso de armas químicas resultará em uma resposta muito mais forte", continuou.

    Bolton também considerou ultrajante a alegação de que os EUA estão dando autorização para a al-Qaeda para usar armas químicas para culpar o governo da Síria.

    O Ministro da Defesa da Rússia disse no final de agosto que os terroristas do grupo Tharir al-Sham, antes conhecido como Jabbhat Fatah al Sham e banido da Rússia, estaria preparando um ataque falso em Idlib, na Síria, com o objetivo de acusar o governo sírio de usar armas químicas.

    O governo sírio de Bashar Assad recuperou o controle sobre vastas áreas do território do país ao longo da guerra civil que consumiu o país nos últimos anos, no entanto, a região de Idlib continua sendo considerada uma fortaleza de insurgentes.

    Mais:

    'Ocidente cometeu erro estratégico em relação à Síria'
    EUA querem controlar Síria para favorecer Israel, diz chanceler sírio
    Quais são as chances de Washington atacar posições russas na Síria?
    Consórcio russo planeja fornecer equipamentos de segurança de tráfego aéreo à Síria
    Imprensa relata que Trump pensa na possibilidade de atacar forças russas na Síria
    Tags:
    Guerra da Síria, armas químicas, Jabbhat Fatah al Sham, Tharir al-Sham, Bashar Assad, John Bolton, Rússia, Washington, Damasco, Idlib, Síria, França, Estados Unidos, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik