20:01 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Protestos contra o desemprego e más condições de vida na cidade iraquiana de Basra.

    Bahrein pede que seus cidadãos deixem Iraque em função dos distúrbios

    © AP Photo /
    Oriente Médio e África
    URL curta
    310

    O Ministério das Relações Exteriores do Bahrein pediu a todos os cidadãos do seu país que deixem o Iraque, informou a mídia local.

    O Ministério das Relações Exteriores do Bahrein pediu a todos os cidadãos do Bahrein no Iraque que deixem o país "devido aos desenvolvimentos atuais", informou a agência de notícias do Bahrein.

    Mais cedo, manifestantes em Basra, no Iraque, incendiaram o consulado iraniano, depois de incendiarem os edifícios da milícia no dia anterior. A cidade de Basra foi abalada por tumultos desde o começo da semana.

    Pelo menos um manifestante foi morto e outros 14 ficaram feridos na quinta-feira, informou a mídia local nesta sexta-feira. Além disso, 10 membros das forças de segurança também foram feridos, de acordo com os relatórios.

    A onda de protestos em Basra começou em junho, antes de se espalhar para outras áreas do sul do Iraque. O descontentamento foi desencadeado por problemas com eletricidade e abastecimento de água, que se somaram ao calor escaldante neste verão. O governo havia formado uma comissão especial para lidar com as demandas, comprometendo-se a alocar cerca de US $ 17 milhões para consertar a eletricidade e o abastecimento de água. A promessa não foi cumprida, resultando nos protestos desta semana.

    Mais:

    Israel se mostra disposto a colocar na mira mísseis do Irã que estariam no Iraque
    Maioria parlamentar é formada no Iraque: país começa processo de reconstrução
    Iraque e Irã dão mais um passo para pôr fim ao domínio do dólar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik