20:44 21 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    President Donald Trump speaks at Mar-a-Lago in Palm Beach, Fla., Thursday, April 6, 2017, after the U.S. fired a barrage of cruise missiles into Syria Thursday night in retaliation for this week's gruesome chemical weapons attack against civilians.

    Trump diz que não discutiu assassinato de Assad

    © AP Photo / Alex Brandon
    Oriente Médio e África
    URL curta
    718

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira (05) que não discutiu a possibilidade de assassinar Bashar Assad.

    "Isso nunca foi discutido", disse Trump aos repórteres quando solicitado a comentar o assunto.

    A declaração do presidente dos EUA, Donald Trump, vem depois que um jornalista do Washington Post, Bob Woodward, afirmou em seu livro que Trump estava indignado e queria assassinar o presidente sírio Bashar Assad depois que soube de um suposto ataque químico em Khan Shaykhun em 4 de abril de 2017.

    Trump apelidou o livro de Woodward de "ficção total" dizendo que "isso nunca foi cogitado, nem seria cogitado".

    Um dia antes, o presidente dos Estados Unidos alertou o presidente sírio Bashar Al-Assad via Twitter contra a realização de uma operação militar na província de Idlib, na Síria, que continuava a ser um reduto de insurgência terrorista no país.

    Tags:
    matar, assassinato, Bashar Assad, Donald Trump, Síria, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik