21:57 18 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Caça-bombardeiro Su-34 efetuando ataques aéreos nas províncias de Raqqa e Aleppo (foto de arquivo)

    Ministério da Defesa: 4 aviões militares russos atacaram posições de terroristas em Idlib

    © Foto : Ministério da Defesa da Rússia
    Oriente Médio e África
    URL curta
    28682

    No dia 4 de setembro, quatro aviões russos decolaram da base aérea de Hmeymim e efetuaram ataques de alta precisão contra alvos do grupo terrorista Frente al-Nusra (proibido na Rússia e em vários outros países) na província síria de Idlib, afirmou a jornalistas um representante oficial do Ministério da Defesa russo.

    "No mesmo dia [4 de setembro], quatro aviões russos do grupo aéreo da base de Hmeymim levaram a cabo ataques com munições de alta precisão contra alvos do grupo terrorista Frente al-Nusra na província de Idlib", afirmou nesta quarta-feira (5) o representante oficial do Ministério da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov.

    O representante acrescentou que todos os ataques da Força Aeroespacial russa foram efetuados exclusivamente contra alvos terroristas confirmados, situados longe de povoações.

    Igor Konashenkov detalhou que dois Su-34 russos eliminaram uma fábrica de produção de armas dos terroristas.

    "Dois caças-bombardeiros polivalentes Su-34 eliminaram com ataques cirúrgicos uma fábrica, em que os terroristas da Frente al-Nusra efetuavam a montagem de drones de ataque, e um armazém com substâncias explosivas usadas em drones", disse Konashenkov.

    Segundo o major-general, um caça polivalente Su-35S eliminou com uma munição de alta precisão um armazém em que os terroristas guardavam lançadores portáteis de mísseis antiaéreos.

    Além disso, Igor Konashenkov revelou que na madrugada do dia 4 de setembro, o sistema de defesa antiaérea da base russa eliminou dois drones de ataque dos terroristas, somando-se a outros 45 drones eliminados neste mês.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik