19:26 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3373
    Nos siga no

    A CNPC É maior empresa estatal de energia da China e assumiu a parte francesa de projeto de gás do Irã, mantido pela Total, informou a agência estatal iraniana IRNA citando a chefia da petrolífera NIOC.

    "A Corporação Nacional de Petróleo da China (CNPC) substituiu a francesa Total por 80,1% na fase 11 do South Pars (campo de gás)", disse o chefe de investimento da petrolífera estatal iraniana NIOC, Mohammad Mostafavi à agência estatal de notícias IRNA.

    A Total já tinha informado que desistiria do negócio, a menos que a União Europeia fosse capaz de blindar empresas do bloco de serem sancionadas pelos EUA. Não houve confirmação imediata do relatório pela CNPC.

    A retirada da empresa francesa ocorre após o reestabelecimento de sanções dos EUA ao Irã na segunda-feira (6), após a retirada unilateral de Trump do Plano de Ação Conjunto Global (também conhecido como Acordo Nuclear iraniano). Em seguida, Trump ameaçou sancionar qualquer país que negociasse com Teerã.

    Tags:
    China, Irã, França, Teerã, Mohammad Mostafavi, Donald Trump, Total, Corporação Nacional de Petróleo da China, NIOC, IRNA, União Europeia, Plano de Ação Conjunto Global
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar