13:43 17 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Fumaça sobe após ataque sírio na antiga cidade de Quneitra, perto da fronteira entre a Síria e as Colinas de Golã que são controladas por Israel

    Mídia: Aviões israelenses atacam oeste da Síria

    © AP Photo / Ariel Schalit
    Oriente Médio e África
    URL curta
    11216

    Ataques ocorreram poucas horas depois de Israel ter evacuado cerca de 800 membros dos Capacetes Brancos e suas famílias da Síria, a pedido dos EUA, Canadá e Estados membros da UE.

    Jatos de combate israelenses atingiram alvos perto de Masyaf, na província de Hama, no oeste da Síria, informou a agência de notícias SANA.

    Ctando uma fonte militar, a agência noticiou que um local militar foi alvo de Israel para "encobrir o colapso de organizações terroristas em Daraa e Quneitra".

    Os jatos israelenses supostamente dispararam mísseis do espaço aéreo libanês, visando uma instalação científica, informou o canal de televisão Al Mayadeen. Fotos e vídeos surgiram no Twitter para mostrar um suposto ataque aéreo de jatos israelenses na Síria.

    A TV estatal síria acrescentou que o ataque só causou danos materiais.

    As Forças de Defesa de Israel (IDF), assim como as autoridades de Damasco, ainda não confirmaram os ataques.

    Israel anunciou anteriormente ter autorizado a transferência de 800 membros dos Capacetes Brancos e suas famílias para a Jordânia, a pedido de vários países ocidentais. A evacuação foi mediada entre os Estados Unidos, a Rússia e as autoridades sírias, segundo relatos. 

    As defesas aéreas sírias responderam a um ataque israelense na província de Quneitra, no sudoeste da Síria, depois que as IDF dispararam um míssil antiaéreo Patriot, abatendo um drone sírio que havia entrado no espaço aéreo de Israel.

    Tags:
    Patriot, Forças de Defesa de Israel (FDI), Capacetes Brancos, SANA, Al Mayadeen, Masyaf, Quneitra, Daraa, Damasco, Hama, Síria, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik