10:17 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    O exército sírio na província de Daraa, na fronteira com a Jordânia

    General sírio: 'Militantes fogem do exército, deixando armas estrangeiras para trás'

    © Sputnik / Mikhail Alayeddin
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5251

    Em entrevista à Sputnik em Árabe, o brigadeiro-general sírio, Muri Hamdan disse que o recente avanço rápido do exército sírio foi possível graças ao fato de que muitos militantes haviam simplesmente fugido.

    "Os militantes decidiram evitar o confronto direto e a captura. Ao longo dos últimos dias, o exército sírio não enfrentou nenhum problema significativo durante o avanço para o sul. Houve vários confrontos, mas não tão severos quanto esperávamos", afirmou. disse.

    Mais cedo, o general sírio Nizar Ismail disse em uma declaração que durante o avanço do exército em Daraa, militantes locais deixaram centenas de armas e toneladas de munição para trás quando fugiram. Para isso, Muri Hamdan acrescentou que uma parte significativa das armas era moderna.

    "Recentemente, Amã intensificou sua segurança na fronteira, então elas [as armas] não poderiam ter vindo de lá. Ainda assim, essas eram armas modernas que entraram no país [vindas] do exterior", disse o general da brigada síria.

    A situação no sul da Síria piorou nas últimas semanas, com as tropas do governo lançando uma ofensiva para expulsar os militantes que se recusam a participar do cessar-fogo em resposta aos terroristas que bombardearam as cidades de Daraa e Suwayda.

    Tags:
    Muri Hamdan, Nizar Ismail, Amã, Suwayda, Síria, Daraa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik