07:19 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Pôster do Talibã no Afeganistão

    Talibã recusa prolongamento de cessar-fogo no Afeganistão

    © REUTERS / Jim Hollander
    Oriente Médio e África
    URL curta
    421

    Os militantes do Talibã rejeitaram neste domingo o apelo do presidente afegão, Ashraf Ghani, para prolongar a trégua estabelecida no país em razão do Ramadã, o mês sagrado dos muçulmanos, que se encerrou na última quinta-feira.

    "O cessar-fogo acaba esta noite e nossas operações serão retomadas se Deus quiser. Não temos nenhuma intenção de prolongar o cessar-fogo", declarou o porta-voz talibã Zabihullah Mujahid, citado pela AFP. O anúncio do grupo foi seguido logo depois de um ataque suicida no leste do Afeganistão, que deixou 18 mortos e dezenas de feridos, segundo autoridades locais. 

    O porta-voz do Talibã, de acordo com a Agence France-Presse, não fez qualquer referência ao apelo do presidente, que havia anunciado planos de estender a trégua por dez dias, por parte do governo, no último sábado, recebendo apoio da comunidade internacional. 

    A missão da OTAN no país e os militares norte-americanos que se encontram no Afeganistão prometeram respeitar o cessar-fogo prolongado anunciado por Ghani, enquanto a União Europeia qualificou a decisão de histórica. Mais cedo, neste domingo, no entanto, um representante do governo informou que as forças de segurança afegãs não deixarão de se defender se forem atacadas. 

    Mais:

    Grã-Bretanha apoia trégua com Talibã no Afeganistão
    Talibã avança no Afeganistão apesar dos bombardeios dos EUA
    Talibã declara cessar-fogo de três dias após trégua unilateral do Afeganistão
    Pentágono apoia trégua entre governo do Afeganistão e Talibã
    Tags:
    cessar-fogo, trégua, ataque, AFP, OTAN, Talibã, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik