15:58 21 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Vista de Teerã

    Irã questiona acordo entre EUA e Coreia do Norte: com quem você está negociando, Kim?

    © Fotolia / Borna_Mir
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4100

    O Irã, que tem sua própria triste experiência em lidar com os Estados Unidos, alertou a Coreia do Norte que o presidente estadunidense Donald Trump pode cancelar o recente acordo de Singapura, horas após a reunião com o líder norte-coreano Kim Jong-un.

    "Não sabemos com que tipo de pessoa o líder norte-coreano está negociando. Não está claro se ele [Trump] não cancelaria o acordo antes de voltar para casa", disse o porta-voz do governo do Irã, Mohammad Bagher Nobakht, citado pela agência iraniana Irna.

    A declaração veio horas depois que Trump e Kim assinaram um acordo estipulando "desnuclearização completa" da Coreia do Norte. Trump elogiou o que havia sido alcançado na cúpula chamando-o de um "novo capítulo" nas relações com o Norte.

    Na corrida para a cúpula de Kim-Trump, o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores do Irã, Bahram Qassemi, disse que o líder norte-coreano deve estar ciente da tendência de Trump de trair acordos quando eles falam sobre desnuclearização.

    "Washington continuou sabotando acordos internacionais e se retirando unilateralmente deles", afirmou na segunda-feira.

    Qassem estava se referindo às tentativas dos EUA de desmantelar outro acordo nuclear — oficialmente conhecido como Plano de Ação Integral Conjunto (JCPOA) — assinado pelo governo anterior da Casa Branca junto com outras cinco potências mundiais com o Irã em 2014. Trump tem sido um crítico vocal do acordo dizendo que é profundamente falho e finalmente se retirou dele no mês passado.

    O movimento foi condenado a todas as outras assinaturas do acordo — China, França, Rússia, Reino Unido e Alemanha — que disseram que o Irã estava em total conformidade com o JCPOA e sustentava que o acordo deveria ser mantido.

    Mais:

    Saiba quando Irã terá seus próprios mísseis nucleares caso acordo seja rompido
    Irã vai enriquecer urânio, mas europeus veem ameaça de Teerã como 'negócio morto'
    Trump não deve forçar Irã a sair do acordo nuclear, diz Macron
    Tags:
    JCPOA, desnuclearização, acordo de paz, acordo nuclear, diplomacia, Mohammad Bagher Nobakht, Bahram Qassemi, Donald Trump, Kim Jong-un, Estados Unidos, Singapura, Coreia do Norte, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik