10:31 16 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu (Foto de aquivo)

    Força Aérea de Israel resiste efetivamente à agressão do Irã na região, diz Netanyahu

    © AP Photo / Sebastian Scheiner
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7610

    A Força Aérea de Israel tem consistentemente e efetivamente "combatido a agressão iraniana no Oriente Médio nos últimos anos", declarou o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

    "Nós não vamos consentir que o Irã estabeleça bases militares na Síria e não permitiremos que ele desenvolva armas nucleares. A Força Aérea israelense desempenhou um papel-chave na implementação desta política. Eles fazem isso de forma consistente e eficaz ao longo dos últimos anos", declarou o chefe de gabinete israelense.

    Durante conferência dos comandantes das forças aéreas de todo o mundo, o primeiro-ministro ressaltou que para Israel a presença militar do Irã na Síria e o surgimento de armas nucleares iranianas são inaceitáveis.

    Há duas semanas, a Força Aérea de Israel realizou a maior operação de sua história contra as forças iranianas, bombardeando dezenas de instalações no território do país vizinho.

    "Eu posso dizer com confiança que a aprovação que acabei de expressar é compartilhada por muitos, muitos outros no Oriente Médio. Esta não é apenas a posição de Israel", disse o premiê.

    Netanyahu também parabenizou a imposição da política dos EUA em relação ao Irã pela saída do país do acordo nuclear e pela nova lista de exigências que, além de endurecer o regime de não proliferação, prevê interrupção de apoio a grupos radicais em todo o Oriente Médio e a retirada da Síria.

    Mais:

    Aviões de Israel atacam alvos do Hamas na Faixa de Gaza
    Após morte de palestinos em Gaza, Gilberto Gil cancela show em Israel
    Israel acusa Síria de lançar mais de 100 mísseis contra suas aeronaves
    Israel se torna 1º país a atacar com caças norte-americanos F-35
    Tags:
    israelenses, acordo nuclear, operação aérea, primeiro-ministro, agressão, Força Aérea de Israel, Benjamin Netanyahu, Oriente Médio, Irã, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik