19:42 15 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Caça F-35 Lightning II da Lockheed Martin

    Turquia promete responder se EUA deixarem de vender caças F-35 a Ancara

    © AFP 2018/ Evert-Jan Daniels
    Oriente Médio e África
    URL curta
    11317

    A Turquia irá retaliar caso Washington bloqueie os fornecimentos de caças F-35 ao país, declarou o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu.

    Cavusoglu adicionou que a proposta dos legisladores norte-americanos de parar temporariamente a venda de armas à Turquia, incluindo os caças F-35, foi errada, ilógica e não coordenada entre os aliados da OTAN.

    Ancara comprou os caças F-35A no âmbito do programa multinacional Joint Strike Fighter, liderado pelos EUA.

    Mais cedo, o vice-secretário de Estado dos EUA para Assuntos Europeus e Eurasiáticos, Wess Mitchell, avisou que a compra dos mísseis russos S-400 pela Turquia poderia afetar a decisão de Washington de fornecer caças F-35 a Ancara.

    Recentemente, o senador norte-americano James Lankford disse que "as decisões estratégicas da Turquia infelizmente cada vez divergem mais, e às vezes contradizem os interesses dos EUA".

    De acordo com ele, a cooperação geopolítica de Ancara com Moscou e a sua decisão de comprar os sistemas antiaéreos russos S-400 poderia dificultar os fornecimentos de caças F-35.

    Em dezembro de 2017, a Rússia e a Turquia assinaram o acordo sobre o fornecimento de sistemas S-400 a Ancara. De acordo com a declaração do Secretariado da Indústria de Defesa turco, Ancara adquiriu duas baterias deste sistema, que será operado por militares turcos.

    Mais:

    EUA e Turquia querem resolver conflito de interesses em cidade na Síria
    Analista sobre afirmações do Pentágono quanto ao sistema S-400: 'são mera fantasia'
    Caças norte-americanos F-35 têm 'DNA soviético'?
    Tags:
    venda, contrato, F-35, caça, S-400, Mevlut Cavusoglu, EUA, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik