11:33 14 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Bandeiras de Israel e dos EUA

    Ministros da Defesa dos EUA e de Israel se reúnem para discutir 'ameaça' iraniana

    © AP Photo / Jacquelyn Martin, Pool
    Oriente Médio e África
    URL curta
    654

    O secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, e o ministro da Defesa de Israel, Avigdor Lieberman, se reuniram no Pentágono nesta quinta-feira para discutir as atividades do Irã no Oriente Médio.

    "Nossa cooperação militar contínua é fundamental para tornar o Oriente Médio estável e seguro. Especialmente diante do objetivo do Irã de espalhar sua influência maligna pela região", disse Mattis durante a reunião de quarta-feira.

    Lieberman afirmou, por outro lado, que o Irã representa a maior ameaça à estabilidade no Oriente Médio e que suas atividades malignas minaram a estabilidade no Iêmen, no Líbano, na Síria e no Iraque. Ele também observou que as ambições nucleares do Irã geram instabilidade.

    Mattis, todavia, disse durante a reunião que os Estados Unidos ainda não tomaram uma decisão sobre saída do acordo nuclear iraniano.

    Presidente iraniano, Hassan Rouhani, ouvindo explicações sobre novos êxitos na área nuclear, Teerã, 9 de abril de 2018
    © AP Photo / Escritório do presidente iraniano
    Mattis foi perguntado durante a reunião sobre se concordava com a avaliação de Israel de que uma remessa de armas do Irã para a Síria foi feita com o propósito de atacar Israel. O secretário de Defesa respondeu que não poderia pensar em nenhum outro propósito para o uso dessas armas.

    O secretário de Defesa norte-americano acrescentou que a Rússia precisa trabalhar com o enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, para encontrar uma maneira de tornar o Oriente Médio mais estável.

    Mais:

    Israel retaliará se Irã atacar Tel Aviv, avisa ministro da Defesa
    Ministro do Exterior do Japão quer manter acordo nuclear com o Irã
    Macron: 'Trump sairá do acordo nuclear com o Irã em maio'
    Irã questiona qualificações do 'empreiteiro' Trump para discutir acordo nuclear
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik