20:47 20 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Rabino Yitzhak Yosef (ao centro)

    Rabino israelense causa repúdio após chamar afro-americanos de 'macacos'

    © AP Photo / Andrew Medichini
    Oriente Médio e África
    URL curta
    18420

    Um grupo de direitos civis dedicado à luta contra o antissemitismo criticou o rabino-chefe sefardita de Israel depois que ele rotulou pessoas negras como "macacos". O rabino Yitzhak Yosef fez os comentários durante um sermão religioso.

    Yosef supostamente usou frases depreciativas ao falar sobre os afro-americanos durante uma aula para os seguidores no último sábado, informou o site Ynet News. Durante o discurso, o rabino pareceu sugerir especificamente que as orações só deveriam ser oferecidas aos negros cujos pais fossem brancos.

    "Você anda pelas ruas da América, a cada cinco minutos você verá um negro. Você o abençoa como uma 'criatura excepcional'?", disse Yosef. "Não dizemos uma bênção para cada negro […] Ele precisa ser um negro cujo pai e mãe são brancos […] se você sabe, eles tiveram um macaco como filho, eles tiveram um filho assim".

    A Liga Anti-Difamação, uma organização de direitos civis sediada em Nova York, criticou os comentários "racistas" do rabino como "totalmente inaceitáveis".

    Um comunicado emitido em nome do rabino Yosef disse que o líder religioso estava fazendo referência às escrituras religiosas quando fez as declarações. "As palavras do rabino são citadas no Talmude da Babilônia em Berakhot", disse o comunicado.

    Uma das figuras religiosas mais antigas de Israel, o rabino Yosef provocou controvérsia no passado ao afirmar, em 2016, que o povo não-judeu "está em Israel apenas para servir aos judeus". Mais tarde, ele retirou a declaração, chamando-a de reflexão "teórica".

    Mais:

    ONU: xenofobia e racismo crescem nos EUA
    'Troca de pele' de propaganda da Dove levanta acusações de racismo (FOTOS, VÍDEO)
    'Invasão de venezuelanos' alerta sobre racismo e xenofobia no Brasil
    Tags:
    Talmude, judaísmo, religião, negros, racismo, Liga Anti-Difamação, Yitzhak Yosef, Estados Unidos, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik