03:10 23 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro israelense

    Netanyahu: Israel não vai permitir que inimigos tenham armas nucleares

    © REUTERS / Stephane Mahe
    Oriente Médio e África
    URL curta
    14815

    O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu comentou sobre o bombardeio que o país fez em 2007 contra o que supostamente era um reator nuclear sírio.

    Segundo Netanyahu, Israel estava determinada a não permitir que "seus inimigos possuíssem armas nucleares".

    "O governo israelense, o exército (IDF) e o serviço de inteligência (Mossad) evitaram que a Síria desenvolvesse capacidade nuclear. Eles são dignos de elogios por isso. A política de Israel foi e permanece consistente — para impedir que nossos inimigos se armem com armas nucleares", escreveu em sua conta no Twitter.

    No início do dia, Israel reconheceu oficialmente que destruiu uma instalação nuclear secreta na província síria de Deir ez-Zor em 2007, com o ministro da Inteligência de Israel, Israel Katz, enfatizando que o bombardeio era uma mensagem para Teerã de que Israel  "nunca vai permitir que armas nucleares estejam nas mãos dos que ameaçam a sua existência".

    O ministro referiu-se ao fato de que, com o início da guerra civil na Síria, a província de Deir ez-Zor, onde o reator nuclear estava localizado, ficou quase completamente ocupada pelos terroristas.

    O ataque à Síria foi a segunda vez que os militares de Israel destruíram um gerador de energia nuclear de um vizinho da região. Em 1981, a Força Aérea de Israel destruiu um reator no Iraque.

    Tags:
    Benjamin Netanyahu, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik