02:39 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    849
    Nos siga no

    A coalizão internacional encabeçada pelos EUA reconheceu que seus ataques tenham causado a morte de mais de 800 civis nos territórios iraquiano e sírio.

    "Ao basear-se nos dados disponíveis, o comando conjunto da operação acredita que ao menos 841 civis foram não intencionalmente mortos na sequência de ataques da coalizão desde o começo da operação Resolução Inerente ['Inherent Resolve' em inglês]", lê-se no comunicado da entidade militar.

    Outros 485 relatos sobre vítimas civis ainda estão sendo investigados.

    Nos finais de janeiro, a coalizão comunicou sobre a morte de 830 civis no âmbito da sua operação.

    Os EUA e seus aliados têm travado no Iraque e na Síria uma campanha militar contra os terroristas do Daesh, organização proibida na Rússia, desde agosto de 2014. Vale ressaltar que na Síria eles atuam sem o aval das autoridades oficiais.

    Mais:

    Moscou confirma previamente morte de 5 russos em ataque da coalizão na Síria
    Bombardeamentos da coalizão liderada pelos EUA matam ao menos 16 perto de Deir ez-Zor
    Ataques da coalizão internacional matam 100 militares das tropas governamentais sírias
    Tags:
    civis, ataques aéreos, coalizão internacional, EUA, Iraque, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar