08:25 16 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Equipe de busca e resgates e voluntários tentam encontrar sobreviventes sob detritos de Hulene, nos arredores de Maputo

    Sobe para 17 número de vítimas soterradas por lixo em Moçambique

    © AP Photo / Ferhat Momade
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 10

    As autoridades de Moçambique atualizaram para 17 o número de vítimas fatais do deslizamento de um lixão ocorrido nesta segunda-feira nos arredores de Maputo. A suspeita, no entanto, é a de que ainda haja mais pessoas soterradas pelos detritos.

    De acordo com a agência Lusa, seis casas teriam sido destruídas pelo acidente, provocado pelas fortes chuvas que atingiram o monte de Hulene, de mais ou menos 9 metros. Outras residências localizadas na região precisaram ser evacuadas, devido ao risco de um novo colapso. 

    Segundo Fátima Belchior, autoridade do serviço nacional contra desastres ouvida pela mídia portuguesa, o poder público está fazendo o possível para acolher todos os afetados.  

    O depósito de Hulene é o maior da região de Maputo, atraindo com frequência um grande número de pessoas em busca de alimentos e itens para ser reutilizados. Antes da tragédia, segundo a Associated Press, funcionários do setor sanitário vinham apresentando uma série de preocupações relacionadas à degradação do local, enquanto outras autoridades debatiam a possibilidade de fechar o lixão. 

    Mais:

    Inundação e desabamento provoca quase 100 mortes nas Filipinas
    3 pessoas morrem e 15 estão desaparecidas após desabamento no Chile
    Forte terremoto de magnitude 5.8 atinge Moçambique
    Tags:
    lixo, desabamento, lixão, Associated Press, Agência Lusa, Hulene, Maputo, Moçambique
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik