10:45 16 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Operação militar turca na cidade de Afrin, na Síria, em 20 de janeiro de 2018

    Fonte: exército turco começa bombardeio de artilharia em grande escala de Afrin

    © REUTERS / Osman Orsal
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Conflito em Afrin (30)
    895

    Exército turco começou o bombardeio de Afrin para impedir a entrada das tropas sírias, informa o portal libanês Al-Masdar News.

    Por sua vez, o canal libanês Al-Mayadeen também comunicou sobre o incidente citando seu correspondente presente no local. De acordo com Al Mayadeen, pelo menos oito pessoas resultaram feridas neste ataque. No entanto, nenhuma das partes do conflito confirmou estas informações.

    Segundo canal CNN Turk, o presidente Erdogan, em conversa telefônica com o presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que o governo sírio enfrentará consequências se fizer um acordo com as milícias YPG. 

    Uma fonte no gabinete de Erdogan destacou que os líderes tiveram esta conversa mais cedo na segunda feira (19) e discutiram o desenvolvimento da situação em Afrin e Idlib.

    "As partes confirmaram a intensão de coordenar suas ações na luta antiterrorista e também abordaram a questão da implementação de postos de observação perto da zona de desescalada em Idlib", acrescentou a fonte.

    Assessoria de imprensa do Kremlin, comentando o assunto, também sublinha que durante a conversa a operação turca foi uma questão abordada especificamente.

    Em 20 de janeiro, a Turquia iniciou em Afrin a operação militar Ramo de Oliveira, tendo como objetivo eliminar forças das YPG, alegadamente relacionadas ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão, que Ancara considera como grupo terrorista. Damasco condenou firmemente a operação militar turca, qualificando-a como violação da soberania do país.

    Tema:
    Conflito em Afrin (30)

    Mais:

    Damasco: Síria continuará lutando contra agressores, seja Israel, EUA ou Turquia
    Combatente curdo acusa Turquia de usar Napalm e cloro em Afrin, na Síria
    Turquia espera apoio de aliados na luta contra o PKK
    Tags:
    operação militar, Recep Tayyip Erdogan, Vladimir Putin, Afrin, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik