17:54 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Militares turcos perto da cidade síria de Afrin, 22 de janeiro de 2018

    Curdos de Afrin apelam ao exército sírio para intervir

    © REUTERS / Khalil Ashawi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Conflito em Afrin (30)
    591
    Nos siga no

    Os curdos da área de Afrin apelam ao exército sírio para intervir, informou um representante das Unidades de Proteção Popular (YPG).

    Os curdos da área de Afrin apelam ao exército sírio para intervir, informou à Sputnik um representante das Unidades de Proteção Popular (YPG).

    As Unidades de Proteção Popular curdas em Afrin apelam ao exército sírio para defender as fronteiras do país dos militares turcos, disse à Sputnik o representante das YPG, Nuri Mahmud.

    A operação turca Ramo de Oliveira contra as formações curdas em Afrin continua desde 20 de janeiro. A Turquia informou sobre eliminação de mais de 1,5 mil combatentes, entre os quais Ancara inclui tanto os combatentes curdos como os terroristas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia). 

    "Apelamos ao exército sírio para defender as fronteiras nacionais da ocupação turca. Afrin é uma parte da Síria, por isso apelamos ao exército para defender as fronteiras", disse Mahmud.

    Segundo ele, os militares sírios ainda não chegaram à região. "Apelamos ao exército porque queremos manter a Síria unida, porque a Turquia planeja ocupar os territórios sírios e anexá-los", declarou o representante curdo.

    Ele também acusou Ancara de usar terroristas do Daesh e da Frente al-Nusra (ambos proibidos na Rússia) nos seus ataques.

    Em 20 de janeiro o Estado-Maior turco anunciou o início de uma operação militar contra os grupos curdos na região síria de Afrin. O Governo sírio condenou as ações da Turquia, chamando-as de violação da soberania da Síria.

    Tema:
    Conflito em Afrin (30)

    Mais:

    Combatente curdo acusa Turquia de usar Napalm e cloro em Afrin, na Síria
    Síria: 8 soldados turcos são mortos em Afrin
    Tags:
    YPG, Frente al-Nusra, Daesh, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar