11:51 22 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Curdos sírios do YPG (foto de arquivo)

    Rússia: armas fornecidas pelos EUA a forças curdas provocam Turquia

    © AFP 2018/ Delil Souleiman
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6121

    A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, comentou os eventos na Síria, inclusive fornecimento de armas a forças curdas por parte dos EUA.

    "Norte-americanos fornecem armas através do território do Iraque às forças curdas, provocando, assim, a Turquia. Por sua vez, a Turquia continua combatendo os curdos na área de Afrin, noroeste da Síria, no âmbito da operação Ramo de Oliveira", afirmou, na quinta-feira (15), Zakharova, durante briefing.

    A representante destacou também o caráter feroz de combate entre a Turquia e forças curdas.

    Além disso, Zakharova assinalou que os EUA, junto com seus aliados curdos, de fato, entram em confronto com o exército sírio.

    Por várias vezes, Ancara advertiu que o fornecimento de armas a curdos sírios representa um dos maiores fatores que vem deteriorando as relações entre a Turquia e os EUA. As autoridades turcas sublinharam que os norte-americanos estão errando ao fornecerem armas às Unidades de Proteção Popular (YPG), organização armada curda da região do Curdistão sírio, que Ancara considera como grupo terrorista. Segundo Ancara, armas norte-americanas, destinadas a forças curdas, podem ser utilizadas contra a Turquia.

    A Turquia lançou operação militar Ramo de Oliveira em 20 de janeiro, em meio às crescentes tensões entre Ancara e Washington, que deu início à formação de uma força de segurança na fronteira síria a ser constituída inclusive por combatentes das Forças Democráticas da Síria, ligadas às Unidades de Proteção Popular.

    Presença dos EUA em Al-Tanf é 'ocupação'

    Ofensiva da Turquia na Síria
    © REUTERS/ Assessoria de Imprensa das Forças Revolucionárias da Síria
    "Os norte-americanos continuam ocupando um território de 55 km² na área de Al-Tanf, que virou a zona de segurança para os restantes do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]", indicou Zakharova.

    "As ações dos EUA na margem oriental de Eufrates na Síria, onde eles demonstraram fidelidade a seus aliados curdos e, de fato, entraram em confronto aberto com o exército sírio, tinham caráter provocador", frisou ela.

    Mais:

    Turquia detém 48 membros do Daesh suspeitos
    Grécia protesta contra a Turquia sobre incidente perto de ilhas disputadas no Mar Egeu
    Defesa antiaérea: Turquia ergue 'Cúpula de Ouro' na fronteira da Síria
    Tags:
    provocação, armas, curdos, Unidades de Proteção Popular (YPG), Turquia, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik