03:54 27 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Militantes do Daesh em Mossul, Iraque (junho de 2014)

    Daesh causou a morte de 18 mil iraquianos em 3 anos, afirma chanceler

    © REUTERS / Stringer/File Photo
    Oriente Médio e África
    URL curta
    633

    Pelo menos 18.000 iraquianos foram mortos e outros 36.000 foram feridos por ataques do grupo terrorista Daesh, informou nesta quarta-feira o ministro iraquiano de Relações Exteriores, Ibrahim Al Ashaiger Al Jaafar.

    "No Iraque [devido às ações da Daesh], o sangue de 18.000 pessoas que morreram e outros 36.000 que ficaram feridos foi derramado", disse ele.

    O ministro iraquiano fez essas declarações em uma conferência realizada no Kuwait, dedicada à recuperação da economia iraquiana.

    Representantes de mais de 70 países e mais de 1.400 empresas participaram do fórum.

    O primeiro-ministro do Iraque, Haider Al Abadi, proclamou, em 9 de dezembro, a vitória definitiva sobre os terroristas na guerra que as forças do governo travaram desde 2014.

    Mais:

    Trump: Síria e Iraque estão 'quase 100%' livres do Daesh
    EUA anunciam ter liquidado três líderes do Daesh no Iraque e na Síria
    Derrotado na Síria e no Iraque, Daesh pode buscar abrigo no Afeganistão, diz analista
    Tags:
    guerra, muçulmanos, civis, violência, terrorismo, Daesh, Haider Abadi, Ibrahim Al Ashaiger Al Jaafar, Kuwait, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik