03:37 20 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Turquia lança ofensiva contra Afrin (65)
    434
    Nos siga no

    A operação turca Ramo de Oliveira contra os grupos curdos considerados pela Turquia como terroristas começou no sábado (20).O primeiro-ministro turco afirmou que a ofensiva tem como objetivo não só proteger as fronteiras do país, mas também garantir a segurança de toda a Europa.

    Nesta quinta-feira (25), o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, declarou que mais de 300 curdos foram eliminados desde o início da operação turca em Afrin.

    "Hoje é o sexto dia da operação [Ramo de Oliveira]. Mais de 300 terroristas [curdos] foram eliminados. Nossa operação é legítima, e não só protegemos as fronteiras do país, mas também garantimos a segurança de toda a Europa. Não permitiremos que nenhum corredor terrorista seja criado", afirmou Binali Yildirim durante seu discurso em Ancara.

    Para ele, é uma situação inaceitável quando "um integrante da OTAN protege suas fronteiras da ameaça terrorista, enquanto outro fornece armas aos terroristas", se referindo à assistência militar que os EUA proporcionam aos grupos curdos na Síria.

    Em 20 de janeiro, o Estado-Maior turco anunciou o início da operação Ramo de Oliveira contra os grupos curdos na cidade síria de Afrin. No domingo (21), o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, declarou que a operação terrestre em Afrin havia começado. Além da Turquia, das ações militantes participam combatentes do Exército Livre da Síria.

    Damasco condenou fortemente as ações da Turquia, frisando que Afrin é parte integrante da Síria. Moscou apelou a que todos os lados mostrem contenção e respeitem a integridade territorial síria.

    Tema:
    Turquia lança ofensiva contra Afrin (65)

    Mais:

    Erdogan: Turquia 'impedirá jogos' ao longo da fronteira com Síria
    Turquia alega ter eliminado 260 combatentes curdos em Afrin
    ONU vai ajudar sírios afetados por operações militares da Turquia
    Tags:
    operação militar, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar