15:03 16 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Protestos no Irã

    Irã à ONU: Teerã tem provas sólidas que protestos foram incitados por estrangeiros

    © AP Photo/ Ebrahim Noroozi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Protestos se alastram pelo Irã (34)
    10170

    O governo iraniano tem evidências de que a violência nos protestos em curso no país foi incitada por agentes do exterior, afirmou o embaixador iraniano nas Nações Unidas, Gholam Ali Khoshroo durante uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU.

    "Nós temos sólidas provas que a violência no Irã foi incitada por um punhado de manifestantes, em alguns casos resultando em mortes de policiais e oficiais de segurança, sendo claramente direcionadas do exterior", disse Khoshroo nesta sexta-feira.

    A reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas foi convocada pelos Estados Unidos, motivados por supostas tentativas das autoridades iranianas de reprimir os manifestantes pró-democracia. A enviada dos EUA à ONU, Nikki Haley, disse que "o mundo estava observando o que a República Islâmica estava fazendo".

    "O movimento dos Estados Unidos ao levar a este Conselho [a questão dos] protestos no Irã por alguns de nossos cidadãos por queixas legítimas, alguns exacerbados por ninguém menos que próprio EUA e sua destituição da obrigação com Plano Integral de Ação Conjunta [JCPOA], é um abuso de poder como membro permanente e um abuso do Conselho em si ", queixou-se Khoshroo.

    As ruas da capital iraniana, Teerã, foram ocupadas por manifestantes após a replicação de um vídeo nas redes sociais em que forças de segurança pública são vistas abrindo fogo contra civis. No entanto, de acordo com a rede de notícias Al-Jazeera, as imagens são de 2009, postadas na internet em 2011. A reportagem do canal árabe mostra ainda que a pessoa responsável por postar as imagens estava localizada na Califórnia, Estados Unidos.
    Tema:
    Protestos se alastram pelo Irã (34)
    Tags:
    Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik