16:34 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Forças de segurança do Afeganistão depois de um atentado em 27 de fevereiro

    Daesh está procurando 'novas terras' para se fixar

    © AFP 2019 / WAKIL KOHSAR
    Oriente Médio e África
    URL curta
    716

    O especialista em grupos extremistas Omar Badreddin afirmou à Sputnik que os terroristas derrotados na Síria e no Iraque vão se dirigir ao Afeganistão, África Central e África do Norte.

    "Os atentados ocorridos no Afeganistão são necessários para atingir dois objetivos principais. O primeiro é dizer a todo o mundo que os terroristas estão vivos e continuam sendo perigosos. O segundo é distrair a atenção dos ataques em preparação em outros países mais longínquos", disse ele à Sputnik Árabe.

    "Os terroristas sabem que seus dias na Síria e no Iraque estão contados, por isso eles procuram novos lugares para criar o seu assim chamado Estado. Como plataforma futura, eles consideram a África Central e África do Norte. Os ataques em outras regiões são necessários para distrair a atenção", precisou.

    Omar Badreddin indicou as fraquezas dos terroristas, dizendo que estes "ficaram com poucos líderes".

    "Ademais, no mundo contemporâneo, as notícias e informações se espalham muito rapidamente, por isso os serviços de segurança dos países africanos estão cientes do perigo que está chegando e estão prontos para enfrentar os 'visitantes", enfatizou.

    Deixar os militantes escaparem da Síria e do Iraque hoje significa semear novas tensões, alerta o analista.

    Deste modo, "o presidente turco Erdogan anunciou que os terroristas da cidade síria de Raqqa tinham sido transportados para a península egípcia de Sinai, o que provocou um monte de disputas na Europa. Esta declaração afetou o renome dos EUA, que não cumpriram o pedido russo de deter os militantes que deixam a cidade".

    Deste modo, o líder turco indicou que a culpa é dos EUA, que deixaram escapar os terroristas, adiantou Omar Badreddin.

    Mais:

    Trump: Síria e Iraque estão 'quase 100%' livres do Daesh
    Rússia: terroristas do Daesh fogem da Síria para Líbia e Afeganistão
    Estado-Maior russo: EUA não querem destruir o Daesh na Síria
    Tags:
    terrorismo, Daesh, África, Iraque, Síria, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar